Suplementos para Problemas Masculinos Funcionam?

Suplementos alimentares para problemas sexuais masculinos são comumente usados ​​pelos homens. Como resultado, novos produtos, geralmente na forma de misturas de ervas, são continuamente promovidos pelos fabricantes.

Entre os principais tipos de suplementos alimentares, esses produtos foram muitas vezes identificados pelas autoridades como adulterados e contendo ingredientes não declarados do medicamento. Esta área é das que existem mais produtos falsificados, pelo que é preciso ter cuidado.

O funcionamento sexual normal nos homens é um processo complexo, com comprometimentos comuns, incluindo disfunção erétil, diminuição da libido, distúrbios ejaculatórios, ou aumento do pênis.

Suplementos para Problemas Masculinos
Suplementos para Problemas Masculinos

Muitas doenças sistêmicas, como hipertensão e diabetes, também contribuem para o comprometimento do funcionamento sexual no homem, assim como medicamentos como inibidores seletivos da receptação de serotonina.

Recentemente, uma excelente revisão no Journal of Sexual Medicine resumiu dados sobre os ingredientes mais comumente encontrados em produtos para a saúde sexual masculina.

As vitaminas B – incluindo tiamina, piridoxina, niacina, folato e B12 – são componentes comuns em muitos suplementos. Quando usado em indivíduos com deficiências reais destas vitaminas, o funcionamento sexual pode melhorar, embora os dados sejam limitados.

Minerais como zinco, magnésio e selênio também são frequentemente incluídos nestes suplementos, mas apenas o zinco é potencialmente efetivo, ajudando a aumentar a produção de testosterona quando existe uma deficiência mineral real.

Uma das funções propostas dos suplementos masculinos é aumentar a produção de óxido nítrico para melhorar o fluxo sanguíneo nos corpos cavernosos do pênis.

Suplementos que contenham ervas como Ginseng vermelho, Horny goat weed, l-arginina, Ginkgo biloba, Ioimbina e antioxidantes variados são combinados para causar esse efeito.

Alguns participantes de estudos com l-arginina observaram melhorias subjetivas, embora também tenham sido relatados decréscimos de 10% na pressão arterial.

A Ioimbina demonstrou eficácia na disfunção erétil, mas os efeitos adversos incluem aumento da pressão arterial e sintomas de ansiedade, pelo que é um ingrediente que só pode ser tomado sob indicação medica.

Embora Ginkgo biloba seja mais conhecido por seu suposto benefício no comprometimento cognitivo, estudos recentes e antigos sugeriram que tem efetividade no comportamento sexual do homem, inclusive para distúrbios sexuais induzidos por ISRS.

Os autores da revisão no Journal of Sexual Medicine, observaram que estudos mais recentes e melhor controlados não encontraram tantos benefícios na disfunção sexual induzida por ISRS como se pensava anteriormente.

Alguns suplementos alimentares também foram descritos como influenciando os níveis hormonais que, por sua vez, influenciam o funcionamento sexual. Nesse grupo estão a DHEA, a maca, a melancia e o feno-grego.

Melancia
Melancia

Embora o feno-grego seja conhecido por seu uso no aumento da produção de leite materno em mulheres que amamentam, os autores da revisão descrevem um estudo de 6 semanas, controlado por placebo, de feno-grego em 60 homens que relataram melhorias na excitação sexual, além de outros benefícios em vários domínios da qualidade da vida, incluindo um aumento da força muscular.

Alguns ingredientes, em estudos realizados em animais demonstraram efeitos positivos em diferentes aspectos do funcionamento sexual. Com várias exceções, no entanto, esses efeitos não foram tão aparentes em estudos em humanos.

Os ensaios publicados são frequentemente pequenos, mal controlados e têm outros problemas metodológicos que não permitem tirar conclusões efetivas.

Isso inclui inscrever participantes não indicados, por não apresentarem nenhum problema, usar doses variáveis ​​e não usar instrumentos de avaliação padrão. Além disso, a qualidade dos suplementos alimentares e o conteúdo específico dos principais ingredientes podem ser inadequadamente descritos.

Os produtos para melhorar o funcionamento sexual masculino geralmente contêm muitos ingredientes, pois a sua vantagem está precisamente na interação que se consegue entre diversos ingredientes que seriam difíceis de tomar individualmente.

Embora estudos em animais tenham demonstrado bons benefícios com alguns ingredientes, estudos em humanos não foram tão conclusivos, especialmente entre homens mais velhos, com algumas doenças que limitam o seu comportamento sexual.

Dados os riscos de adulteração, aconselha-se cuidado aos pacientes para que não comprem esses produtos on-line, a menos que sejam de revendedores respeitáveis. Existem muitas contrafações à venda na internet e é aconselhável escolher um website com informação credível e de confiança para se informar mais sobre os efeitos e benefícios dos suplementos, como PLPinto.M.Homem.

Como sempre, os homens também devem estar cientes do potencial de interações medicamentosas entre os suplementos e seus medicamentos prescritos. Embora os suplementos naturais sejam por norma isento de fortes efeitos secundários, podem interagir com medicamentos que o homem esteja a tomar e, em conjunto, provocarem reações indesejáveis.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *