Arquivo da categoria: Saúde

Métodos para Aumentar Tamanho do Pénis

Está cansado de ser “mediano” e quer aumentar seriamente o tamanho do seu pénis? Bem, não o posso censurar! Ter um pénis grande é algo que mais de 80% das mulheres preferem! Dito isto, a maior parte dos homens fazem o melhoramento masculino da forma errada e acabam por falhar miseravelmente!

Muitos dos diferentes tipos de opções de ampliação disponíveis afirmam aumentar o seu tamanho, no entanto, vêm com vários efeitos secundários, ou você não obtém resultados significativos!

Na sua pesquisa para a solução ideal de aumento do pénis, como tem sido a sua busca? Encontrou aquilo que procurava, o método que finalmente vai resolver os seus problemas? Bem, se encontrou, isso é ótimo para si!

Contudo, é muito provável que tenha encontrado um par de problemas e dificuldades, pelo que provavelmente deveria ler este artigo antes de decidir. Vai ser apresentado a algumas dicas e ideias que farão a diferença na sua melhoria.

O problema do tamanho do pénis não é um problema apenas seu. Está presente em homens de todo o mundo, e as pessoas trabalham arduamente para encontrar uma solução para a sua situação. Uma vez que não está sozinho, não fique angustiado. Afinal, existem boas técnicas que pode utilizar para aumentar o tamanho do seu pénis.

É importante concentrar a sua mente porque mesmo os métodos mais eficazes de aumento do pénis podem demorar vários meses antes de ver resultados significativos. Por isso é muito importante preparar-se mentalmente no sentido de não ficar desapontado se não vir resultados nas primeiras semanas.

Não deve preocupar-se porque com a preparação mental correta terá a disciplina e persistência necessárias para se manter o método que escolheu, que aumentará o tamanho do seu pénis em poucos meses.

exercícios para aumentar o penis

Utilizar exercícios para aumentar o pénis

Se gosta do método natural, então precisa de melhorar a sua compreensão dos vários exercícios de aumento do pénis que existem hoje em dia. Estes exercícios são concebidos para aumentar proporcionalmente o comprimento e a circunferência do pénis.

O perímetro do pénis é tão importante como o comprimento, se não mais do que isso. De que serve um pénis que não consegue esticar as paredes da vagina?

Uma das experiências mais comuns nesta categoria é o exercício de Kegel. Neste exercício, basta flexionar e alongar os músculos pélvicos, tal como quando se para e se recomeça a urinar. Para o fazer, tal como acima referido, precisa de urinar e parar várias vezes até completar a sua micção.

Sabe-se que este exercício aumenta a capacidade do homem para controlar os seus músculos, que é a base sobre a qual se baseia o aumento natural do pénis, mas também são muito utilizados para controlar a ejaculação precoce.

Outro exercício peniano muito eficaz é a técnica Jelqing. Neste método, deve concentrar o fluxo sanguíneo em torno do pénis meio ereto, e depois puxar o sangue desde a base até à cabeça repetidamente, alternando o exercício com ambas as mãos. É o melhor exercício para fazer o pénis mais grosso.

Para aumentar o comprimento o melhor é os exercícios de alongamento, em que segura o pénis junto à cabeça e o estica com força durante alguns segundos em todas as direções.

Isto não é de forma alguma uma lista exaustiva de exercícios para o pénis, uma vez que existem centenas deles. Talvez queira dar uma vista de olhos a quantos quiser, afinal de contas não lhe custam quase nada. São fáceis de seguir e pode usar mais do que um exercício de pénis de cada vez.

Estima-se que quando bem executados deverá começar a ver o alongamento do seu pénis dentro de dois a três meses após o uso consistente dos exercícios para o pénis.

Os remedios naturais – suplementos

Em vez de utilizar os exercícios para aumento do pénis, pode recorrer ao uso de remedios orais que foram concebidos para tornar o tamanho do seu pénis maior. Estes remédios orais vêm normalmente com muitas vitaminas, minerais e extratos herbais.

Estes comprimidos normalmente funcionam para aumentar a pressão do sangue que entra no pénis, o que é p fator principal de aumento do comprimento e da circunferência do pénis. São constituídos por várias ervas que são normalmente parte dos ingredientes da maioria dos comprimidos de aumento do pénis disponíveis no mercado.

No entanto, estes remedios orais podem ter alguns efeitos secundários se tomados em doses demasiado elevadas e não aumentam o tamanho mais rapidamente ao serem utilizados abusivamente.

Se optar por os usar, é necessário manter-se saudável e em boa forma, pois os efeitos secundários resultam geralmente em pessoas pouco saudáveis ou doentes. Mas desde que não sofra de nenhuma condição que o impeça de utilizar este tipo de remedios esta é a forma mais simples e eficiente de aumentar o pénis que existe.

Outra coisa que tem que ter em conta é que aumentar o pénis não é uma coisa que se consiga num par de meses, como certos websites prometem. Por isso, mesmo que não veja resultados imediatos, não desista. Mantenha o tratamento até conseguir obter os resultados que procura, mesmo que isso possa levar algum tempo e requeira alguma paciência da sua parte.  

Os Métodos para Aumentar o Pênis Funcionam?

Alguns métodos para aumentar o pénis funcionam, outros embora teoricamente funcionem, são complicados demais para terem sucesso e outros… simplesmente não funcionam.

Uma coisa que não funciona são os métodos rápidos para aumentar o pênis, a internet está cheia de websites a vender produtos que prometem aumentar o pênis permanente em poucas semanas com a utilização dos seus produtos – mas isso é coisa que não existe!

Não há exercícios, extensor peniano ou suplemento para aumentar o pênis que funcione rapidamente, em poucas semanas como muitos vendedores prometem. Qualquer tratamento para aumentar o pênis permanentemente tem sempre um prazo de atuação longo, de 4 a 6 meses, ou mesmo mais.

Dos inúmeros produtos que são indicados para aumento peniano a maioria não funciona, como afirma PLPinto.M.Homem numa serie de artigos que abordam diversos métodos populares para aumentar o pênis (tanto os que funcionam, como os que não funcionam).

métodos para aumentar o pénis que não funcionam
métodos para aumentar o pénis que não funcionam

 E dos poucos que funcionam os únicos que dão uma ideia de funcionamento rápido são os suplementos, porque aumentam a circulação de sangue na zona peniana, fazendo com que o pênis fique mais cheio quando ereto, logo maior.

Mas não é um aumento permanente. Esse aumento de tamanho apenas se faz notar quando o pênis está ereto e, se o tratamento não for continuado durante varios meses, para que essa dilatação dos alvéolos dos campos cavernosos do pênis se torne permanente, pouco tempo depois o pênis retoma o seu tamanho normal.

Para encurtar o tempo necessário para um aumento permanente, que se note tanto quando o pênis está ereto como quando está flácido, e que se mantenha depois de parar o tratamento, a combinação de mais que um método é o indicado.

As duas combinações mais usadas e que dão resultados mais promissores são:

  • Suplemento + extensor peniano
  • Suplemento + exercícios

PLPinto.M.Homem também desenvolveu um método para aumento do pênis construído por diversos métodos conjugados, que trabalham juntos em três fases destintas, e que ensina o método mais eficiente e rápido de aumentar o pênis que se conhece.

No entanto não é um método simples, de juntar dois produtos como indicamos antes, e sim um sistema completo, com vários métodos que têm que ser seguidos pela ordem indicada para darem resultados realmente surpreendentes.

Aumentar o pênis é possível
Aumentar o pênis é possível

Se você estiver interessado em obter mais informação sobre este método pode visitar o site oficial que tem um e-book que ensina o método passo a passo. Mas, mesmo assim não espere resultados rápidos, em poucas semanas, como muitos prometem.

Para cumprir os três estados completos do sistema, para obter um aumento significativo e permanente, o tratamento demora no mínimo quatro meses. A ideia de aumentar o pênis rapidamente em poucas semanas é apenas para “assaltar” a sua carteira. Por isso não se deixe enganas por promessas milagrosas, que ninguém as vai cumprir, e fique-se por sites honestos que lhe dizem a verdade. Aumentar o pênis é possível, sim. Mas é um processo demorado. Não existem atalhos quando o assunto é “como aumentar o pênis”.

Como Funciona a Libido Feminina

Quando fala ou ouve falar em relações sexuais você sente-se apática em relação ao tema ou fica excitada e pensa no tempo que faltará para poder estar na cama com o seu parceiro?

A resposta a esta pergunta pode indicar precisamente como anda a sua libido, o seu desejo sexual.

Aquilo a que chamamos libido é o desejo sexual que temos em geral ou por determinada pessoa e esse desejo está relacionado com diversos fatores da sua vida, como:

  • O grau de intimidade que tem com o seu parceiro.
  • O amor que sente pelo seu parceiro.
  • O nível das suas hormonas.
  • O nível de estresse ou de cansaço que sente.
  • O seu nível atual de saúde e bem estar pessoal.

Todas estas coisas têm uma forte ligação com o desejo sexual de uma mulher e não chega dizer que a libido está baixa e que é preciso aumentar a libido da mulher como por milagre, se algo de entre estas coisas não estão como deviam estar.

Existem vários remédios naturais que são vendidos online e muitas ervas isoladas que podem ser usadas para aumentar a libido de uma mulher, principalmente quando o problema tem a ver com as suas hormonas ou com o seu estado psicológico.

Mas se o problema está no relacionamento em si – na fraca atração pelo seu parceiro ou em conflitos que possam ter como casal, o efeito desses remédios naturais terá um impacto muito pequeno na resolução do problema.

Como funciona a libido em um relacionamento?

Como funciona a libido em um relacionamento
Como funciona a libido em um relacionamento

Embora com os anos que vão passando, tanto na idade da mulher como no tempo da relação, esta tenha tendência para esmorecer ou mesmo quase fazer desaparecer uma boa libido, devido ao sexo monótono e repetitivo que ao longo dos anos vai perdendo o interesse, a verdade é que há mulheres, casais, que conseguem manter essa chama ativa ao longo dos anos.

Não é fácil manter o desejo em níveis altos ao longo que o tempo vai passando, mas alguns casais recorrendo ao diálogo aberto e frontal, à procura de quebrar a monotonia experimentando novas formas, posições e sítios e, principalmente, devido ao forte amor / atração que sentem um pelo outro conseguem manter essa chama ativa.

O efeito das hormonas na libido da mulher

Ao longo dos anos e, principalmente, quando a mulher chega à menopausa, a tendência para a libido baixar é grande. Não quer dizer que acabe mas torna-se mais difícil manter uma libido forte quando o próprio sexo não é tão apelativo, ou quando é mesmo doloroso devido à diminuição da lubrificação (principalmente quando atingem a menopausa).

Neste caso os remédios naturais são a melhor ajuda que a mulher pode ter para restaurar a sua libido, pois existem diversos suplementos com ervas afrodisíacas, que aumentam o desejo, como com ervas que ajudam na resposta aos estímulos do seu parceiro, aumentando os níveis de lubrificação e de prazer sentidos durante o ato.

A libido (o desejo) e a resposta aos estímulos são coisas completamente diferentes mas que estão por norma relacionadas. Uma mulher com uma libido forte, um alto desejo sexual, por norma responde facilmente aos estímulos do seu parceiro. Por seu lado um mulher que tenha prazer no sexo, e que por isso mesmo responda positivamente ao avanço do seu parceiro, também, por norma, tem um desejo maior.

Por isso ao tratar um dos problemas ajuda-se a tratar igualmente o outro e, embora os remédios naturais não sejam todos iguais a maioria tem ingredientes que atuam nestas duas frentes.

Como os problemas psicológicos afetam a libido?

problemas psicológicos afetam a libido
problemas psicológicos afetam a libido

A maioria dos problemas relacionados com uma libido baixa, tanto na mulher como no homem, tem por norma uma causa psicológica, sendo as principais:

* A depressão que é a maior assassina da libido.

* O estresse que tem um forte impacto na vida de qualquer pessoa, principalmente quando se trata da vida sexual.

* A ansiedade relacionada com um problema pessoal, profissional ou no próprio relacionamento afeta fortemente a libido, deixando a mulher sem vontade para quase nada, muito menos para pensar em sexo.

Truques naturais para aumentar a libido de uma mulher

Truques naturais para aumentar a libido de uma mulher
Truques naturais para aumentar a libido de uma mulher

Transe mais vezes, mesmo que às vezes a vontade não seja muita. O sexo é uma coisa aditiva, quanto mais vezes fizer mais vezes vai pensar em ele e quanto mais vezes pensar nele mais vontade vai ter em o fazer. Esta bola de neve positiva pode-se criar facilmente se houver predisposição para começar.

Você pode começar esta “bola de neve positiva” das duas maneiras: fazendo mais sexo para poder pensar mais nele. Ou começando a pensar mais nele e no seu parceiro de modo a que tenha mais vontade de o fazer.

Para isso é preciso intimidade entre o casal. O sexo não se pode abordar apenas como o ato sexual mas como a relação toda num só. Para haver vontade é preciso haver intimidade física e psicológica – quer dizer que o contato físico entre os parceiros ao longo do dia e as palavras românticas ditas um ao outro contam muito para que o ato depois aconteça naturalmente, sem necessidade de ser planeado ou forçado.

Faça passeios ao ar livre, a pé e de preferência ao sol. Um passeio de mãos dadas por um parque ao fim da tarde, quando ainda existe luz solar a bater-lhes na cara, pode fazer mais pela sua libido do que muitos remédios.

Se for do agrado dos dois experimente tomar banho de imersão em conjunto. Um bom banho quente, descontraído, com algumas brincadeiras à mistura também pode ajudar a levantar a sua libido facilmente.

Se quer aumentar a sua libido o principal objetivo é não ficar parada. Tome a iniciativa. Fale com o seu parceiro, passeie com ele, dê-lhe mimos e procure retorno, ao mesmo tempo que escolhe um bom suplemento, que lhe possa dar o empurrão inicial, e a sua libido ficará forte e resistirá a todos os contratempos que lhe aparecerem pela frente.

Como Tratar a Disfunção Erétil

A disfunção erétil é a incapacidade de um homem conseguir uma ereção suficiente para começar ou completar a relação sexual. A condição pode ser difícil para de homem lidar, porque pode causar constrangimento e insegurança devido à incapacidade de se realizar sexualmente.

Felizmente para os homens com disfunção erétil, existem vários medicamentos, tratamentos e terapias que podem impedir que a disfunção erétil se torne uma condição crónica.

Causas da disfunção erétil

São várias as causas potenciais de disfunção erétil e podem afetar os homens de quase todas as idades, mas as probabilidades de desenvolver disfunção erétil aumentam à medida que o homem envelhece.

As causas de disfunção erétil podem incluir o seguinte:

Certos medicamentos

Doenças crônica, como diabetes ou esclerose múltipla

Consumo excessivo de álcool e drogas recreativas

Obesidade

Fluxo sanguíneo deficiente na zona peniana

Estresse crônico

Remédios naturais para a disfunção erétil

Remédios naturais para a disfunção erétil
Remédios naturais para a disfunção erétil

Os remédios naturais mais comuns para a disfunção erétil incluem aqueles derivados de plantas e ervas, que algumas culturas têm usado por muitos anos. Embora tenha havido muito poucos estudos realizados sobre a segurança desses remédios naturais para a disfunção erétil, alguns deles podem apresentar efeitos colaterais que podem afetar o homem, principalmente quando misturados indiscriminadamente.

L-arginina

Algumas evidências sugerem que altas doses de L-arginina melhoram a disfunção erétil ao ajudar os vasos sanguíneos a descontraírem e se abrirem mais amplamente, o que melhora o fluxo sanguíneo para o pênis, causando mais facilmente uma eração. Os efeitos colaterais são geralmente considerados leves, mas podem incluir cólicas, diarreia e náusea.

A L-arginina não deve ser tomado com Viagra, um medicamento de prescrição que é utilizado por quem sofre de sintomas de disfunção erétil.

Propionil-L-carnitina:

Alguns estudos mostram que a propionil-L-carnitina, quando combinada com o Viagra, conseguia melhorar a função erétil melhor do que quando se toma Viagra sozinho. A propionil-L-carnitina é geralmente considerada segura quando usada sob a supervisão de um médico.

Dehidroepiandrosterona (DHEA):

Há algumas evidências que sugerem que o DHEA aumenta a libido em mulheres e tem um efeito positivo em homens com disfunção erétil. DHEA parece ser seguro em doses baixas, no entanto, pode causar acne em alguns casos.

Ginkgo:

Ginkgo consegue aumentar o fluxo sanguíneo para o pênis, o que pode melhorar o desejo sexual e a disfunção erétil. No entanto, este suplemento pode aumentar o risco de hemorragia. As pessoas que estão tomando anticoagulantes ou que têm um distúrbio de sangramento devem falar com seu médico antes de tomar gingko.

Ginseng:

Existem vários tipos de Ginseng disponíveis, sendo melhor para este efeito o Ginseng vermelho coreano, embora muitos outros tenham demonstrado também ter um efeito positivo sobre a disfunção erétil. No entanto a toma de Ginseng podem ter efeitos colaterais negativos, incluindo insônia.

Yohimbine:

O principal componente de uma casca de árvore Africano, a ioimbina é provavelmente um dos mais problemáticos de todos os remédios naturais para a disfunção erétil. Algumas pesquisas sugerem que a ioimbina pode melhorar a disfunção sexual.

No entanto, vários estudos associaram a ioimbina a vários efeitos colaterais, que podem incluir ansiedade, aumento da pressão arterial e batimentos cardíacos rápidos e irregulares. Como todos os remédios naturais, a ioimbina só deve ser usada após aconselhamento e sob a supervisão de um médico.

A Yohimbine pode inclusive causar a morte, pelo que NÃO aconselhamos a sua toma.

Epimedium:

Supostamente, existem substâncias nas folhas desta erva que melhoram o desempenho sexual. Epimedium não foi suficientemente estudado em pessoas, e há algumas sugestões de que pode afetar a função cardíaca.

Mudancas de estilo de vida

Mudancas de estilo de vida
Mudancas de estilo de vida

Certas atividades ou falta de atividade podem ter um impacto sobre a disfunção erétil, portanto, antes de tentar medicações ou remédios naturais para disfunção erétil, um homem deve considerar fazer algumas mudanças no seu estilo de vida.

Algumas mudanças no estilo de vida a considerar incluem:

Exercício regular:

O exercício regular tem-se mostrado eficaz para melhorar a saúde em geral. Para a disfunção erétil, a pressão arterial melhorada, o fluxo sanguíneo e os benefícios gerais à saúde podem reduzir drasticamente o risco de um homem ter ou desenvolver disfunção erétil quando pratica exercício regularmente.

Comer alimentos saudáveis:

De forma semelhante ao exercício, comer alimentos nutritivos e saudáveis pode ajudar a reduzir o risco de doenças cardíacas, artérias entupidas e diabetes, que são fatores de risco conhecidos para disfunção erétil.

Parar de fumar e reduzir a ingestão de álcool:

Ambas as atividades trazem uma série de riscos potenciais para a saúde, incluindo disfunção erétil. Reduzir ou eliminar essas atividades pode ajudar a evitar problemas de disfunção erétil.

Reduzindo o estresse:

Um homem vai de certeza ter problemas com o desempenho sexual se estiver estressado demais. O estresse pode vir de uma variedade de circunstâncias, incluindo trabalho, finanças e problemas no próprio relacionamento.

Encontrar maneiras de lidar com esses problemas de maneira a reduzir os níveis de estresse pode melhorar significativamente a disfunção erétil.

Continuando a se envolver em atividades sexuais:

Estimular atividades sexuais, mesmo que só levem a ereções parciais pode ter um impacto positivo na disfunção erétil. O aumento do fluxo sanguíneo para o pênis pode ajudar a estimular e melhorar a função das células do pênis ao longo do tempo.

Tratamentos médicos para a disfunção erétil

Alguns dos tratamentos médicos mais comuns para disfunção erétil são medicamentos prescritos que visam a área do problema e aumentam o fluxo sanguíneo para o pênis.

Medicamentos comumente prescritos incluem Viagra, Cialis, Levitra e Vardenafil. Um médico é a melhor pessoa para o aconselhar sobre possíveis efeitos colaterais, tratamento e benefícios destes medicamentos disponíveis.

Conclusão

Como muitas condições médicas, não há necessariamente apenas um meio para curar ou reduzir os sintomas da disfunção erétil. Para os homens que desejam evitar o uso de medicação, há uma série de mudanças no estilo de vida que podem ser experimentadas primeiro, seguidas por alguns potenciais remédios naturais e terapias adicionais.

É importante para qualquer homem que sofre de disfunção erétil considerar mudanças no seu estilo de vida e conversar com um médico antes de iniciar qualquer medicamento. E mesmo com a utilização de remédios naturais ou algumas ervas conhecidas por melhorar as funções eréteis é preciso ter cuidado quando se anda a tomar medicamentos para outras doenças, pois podem causar interação e alguns efeitos secundários indesejáveis.

Suplementos para Problemas Masculinos Funcionam?

Suplementos alimentares para problemas sexuais masculinos são comumente usados ​​pelos homens. Como resultado, novos produtos, geralmente na forma de misturas de ervas, são continuamente promovidos pelos fabricantes.

Entre os principais tipos de suplementos alimentares, esses produtos foram muitas vezes identificados pelas autoridades como adulterados e contendo ingredientes não declarados do medicamento. Esta área é das que existem mais produtos falsificados, pelo que é preciso ter cuidado.

O funcionamento sexual normal nos homens é um processo complexo, com comprometimentos comuns, incluindo disfunção erétil, diminuição da libido, distúrbios ejaculatórios, ou aumento do pênis.

Suplementos para Problemas Masculinos
Suplementos para Problemas Masculinos

Muitas doenças sistêmicas, como hipertensão e diabetes, também contribuem para o comprometimento do funcionamento sexual no homem, assim como medicamentos como inibidores seletivos da receptação de serotonina.

Recentemente, uma excelente revisão no Journal of Sexual Medicine resumiu dados sobre os ingredientes mais comumente encontrados em produtos para a saúde sexual masculina.

As vitaminas B – incluindo tiamina, piridoxina, niacina, folato e B12 – são componentes comuns em muitos suplementos. Quando usado em indivíduos com deficiências reais destas vitaminas, o funcionamento sexual pode melhorar, embora os dados sejam limitados.

Minerais como zinco, magnésio e selênio também são frequentemente incluídos nestes suplementos, mas apenas o zinco é potencialmente efetivo, ajudando a aumentar a produção de testosterona quando existe uma deficiência mineral real.

Uma das funções propostas dos suplementos masculinos é aumentar a produção de óxido nítrico para melhorar o fluxo sanguíneo nos corpos cavernosos do pênis.

Suplementos que contenham ervas como Ginseng vermelho, Horny goat weed, l-arginina, Ginkgo biloba, Ioimbina e antioxidantes variados são combinados para causar esse efeito.

Alguns participantes de estudos com l-arginina observaram melhorias subjetivas, embora também tenham sido relatados decréscimos de 10% na pressão arterial.

A Ioimbina demonstrou eficácia na disfunção erétil, mas os efeitos adversos incluem aumento da pressão arterial e sintomas de ansiedade, pelo que é um ingrediente que só pode ser tomado sob indicação medica.

Embora Ginkgo biloba seja mais conhecido por seu suposto benefício no comprometimento cognitivo, estudos recentes e antigos sugeriram que tem efetividade no comportamento sexual do homem, inclusive para distúrbios sexuais induzidos por ISRS.

Os autores da revisão no Journal of Sexual Medicine, observaram que estudos mais recentes e melhor controlados não encontraram tantos benefícios na disfunção sexual induzida por ISRS como se pensava anteriormente.

Alguns suplementos alimentares também foram descritos como influenciando os níveis hormonais que, por sua vez, influenciam o funcionamento sexual. Nesse grupo estão a DHEA, a maca, a melancia e o feno-grego.

Melancia
Melancia

Embora o feno-grego seja conhecido por seu uso no aumento da produção de leite materno em mulheres que amamentam, os autores da revisão descrevem um estudo de 6 semanas, controlado por placebo, de feno-grego em 60 homens que relataram melhorias na excitação sexual, além de outros benefícios em vários domínios da qualidade da vida, incluindo um aumento da força muscular.

Alguns ingredientes, em estudos realizados em animais demonstraram efeitos positivos em diferentes aspectos do funcionamento sexual. Com várias exceções, no entanto, esses efeitos não foram tão aparentes em estudos em humanos.

Os ensaios publicados são frequentemente pequenos, mal controlados e têm outros problemas metodológicos que não permitem tirar conclusões efetivas.

Isso inclui inscrever participantes não indicados, por não apresentarem nenhum problema, usar doses variáveis ​​e não usar instrumentos de avaliação padrão. Além disso, a qualidade dos suplementos alimentares e o conteúdo específico dos principais ingredientes podem ser inadequadamente descritos.

Os produtos para melhorar o funcionamento sexual masculino geralmente contêm muitos ingredientes, pois a sua vantagem está precisamente na interação que se consegue entre diversos ingredientes que seriam difíceis de tomar individualmente.

Embora estudos em animais tenham demonstrado bons benefícios com alguns ingredientes, estudos em humanos não foram tão conclusivos, especialmente entre homens mais velhos, com algumas doenças que limitam o seu comportamento sexual.

Dados os riscos de adulteração, aconselha-se cuidado aos pacientes para que não comprem esses produtos on-line, a menos que sejam de revendedores respeitáveis. Existem muitas contrafações à venda na internet e é aconselhável escolher um website com informação credível e de confiança para se informar mais sobre os efeitos e benefícios dos suplementos, como PLPinto.M.Homem.

Como sempre, os homens também devem estar cientes do potencial de interações medicamentosas entre os suplementos e seus medicamentos prescritos. Embora os suplementos naturais sejam por norma isento de fortes efeitos secundários, podem interagir com medicamentos que o homem esteja a tomar e, em conjunto, provocarem reações indesejáveis.

Aumentar o Pênis Funciona?

A internet está repleta de sites que vendem de tudo, desde comprimidos, exercícios para aumentar o pênis a extensores de pênis que pretendem aumentar o comprimento e a circunferência de sua masculinidade. Mas esses tratamentos funcionam?

A ansiedade dos homens em relação ao tamanho do pênis gerou uma indústria global de vários milhões de dólares em “produtos de melhoramento masculino” clinicamente não comprovados.

Enquanto muitos homens temem que seu pênis seja muito pequeno, pesquisas mostram que o pênis da maioria dos homens é normal e não precisam se preocupar. Alguns especialistas dizem que homens preocupados com o tamanho do pênis devem considerar conversar com um profissional de saúde antes de experimentar tratamentos para aumentar o pênis, que são na sua maioria ineficazes, caros e potencialmente prejudiciais.

A maioria dos homens temem que seu pênis seja menor do que deveria
A maioria dos homens temem que seu pênis seja menor do que deveria

A maioria dos homens temem que seu pênis seja menor do que deveria ou que não satisfará sua amante corretamente. Mas a maioria das pesquisas sugerem que a maioria dos homens subestima o tamanho de seu membro.

O homem sempre deu grande importância ao tamanho do seu pênis. Muitas culturas associam o tamanho do pênis à masculinidade. Ao longo dos tempos, um pênis grande e forte passou a simbolizar qualidades como virilidade, fertilidade, força, habilidade e coragem.

Por esse motivo muitos homens se esforçam para tentar aumentar o tamanho do pênis. Sabe-se que em algumas tribos primitivas os homens esticam seu pênis desde cedo pendurando pesos, enquanto os membros de outras tribos praticavam meios ainda mais drásticos em seu pênis para aumentá-lo.

Sentir-se inadequado pode realmente prejudicar a autoconfiança de um homem e afetar sua vida social. Isso pode levar a problemas, como a impossibilidade a vergonha de usar banheiros públicos compartilhados, ou evitar relacionamentos íntimos.

Empresas de todo o mundo exploram essa ansiedade, vendendo pílulas, extensores de pênis e outros produtos para aumento do pênis que prometem “aumentar rapidamente a longitude e a circunferência de sua masculinidade ou seu dinheiro de volta!”.

Mas infelizmente são poucos os produtos anunciados que funcionam e cumprem com o seu papel. Principalmente em relação ao tempo que na maioria dos websites é prometido. Alguns produtos funcionam para aumentar o pênis, mas sempre a longo prazo, vários meses, e não em poucas semanas como muitos vendedores prometem.

Como funcionam os comprimidos e cremes

Como funcionam os comprimidos para aumentar o penis
Como funcionam os comprimidos para aumentar o penis

Estes produtos geralmente contêm vitaminas, minerais, ervas ou hormônios que pretendem aumentar o pênis. Apesar de suas alegações impressionantes, não há absolutamente nenhuma evidência clínica de que esses produtos funcionem e alguns podem até ser prejudiciais.

Universidade de Maryland, nos EUA, realizou uma análise sobre alguns deles e encontrou diversos tipos de ingredientes que podem ser potencialmente muito perigosos à saúde humana, pelo que é preciso muito cuidado com o sitio onde se incomoda este tipo de produtos.

Muitos de eles são uma completa perda de tempo e não têm benefícios comprovados, outros podem ser mesmo perigosos. Usar um creme pode ajudar um homem a se familiarizar com seu pênis e a obter melhores ereções no curto prazo. Assim, muitos cremes podem ajudar um homem a se tornar mais confortável com seu pênis, mas a maioria certamente não o tornarão maior.

Como funcionam os extensores penianos

Essa técnica envolve colocar um peso ou uma pequena estrutura extensível, às vezes chamada de dispositivo de tração, no pênis flácido para esticá-lo. Os especialistas dizem que não há evidências clínicas de que o uso de pesos aumente o pênis, e podem mesmo causar danos permanentes. No entanto, melhores resultados foram relatados com dispositivos de tração como os extensores penianos.

Existem evidências de que os dispositivos de tração podem ter algum impacto a longo tempo, principalmente em homens com um pênis realmente pequeno diz ele. Alguns pacientes que usam dispositivos de tração por 6 meses notaram um ganho de tamanho de 2-3 cm. No entanto, esses tratamentos não devem ser iniciados sem a supervisão de um especialista.

Como funcionam os exercícios para aumentar o pênis

exercícios para aumentar o pênis
exercícios para aumentar o pênis

Jelqing é um exercício dos mais conhecidos e que envolve puxar repetidamente o pênis flácido usando o polegar e o dedo indicador, com o objetivo de aumentar o tamanho da ereção. A ideia é que os exercícios de tração aumentem a capacidade sanguínea do tecido erétil do pênis, supostamente resultando em aumento do comprimento e perímetro do pênis.

Assim como o uso de comprimidos e cremes, essa técnica pode ajudar alguns homens a aumentar um pouco o tamanho entre um pênis flácido e um ereto, o que os ajuda a se sentirem mais confortáveis com o corpo, mas os exercícios precisam de muito tempo e determinação por parte do homem para apresentarem resultados.

Infelizmente são poucos os homens que têm essa capacidade e, por esse motivo, mais de 90% desistem antes de obterem quaisquer resultados.